Eco-marketing: O que é e como aplicar o Marketing verde

Nos últimos tempos as empresas vêm sofrendo uma pressão externa, principalmente pela parte dos consumidores sobre o assunto da consciência ambiental. Graças a isso e o conhecimento de que a imagem que a empresa passa para o público é muito importante para uma marca, muitas empresas começaram a adotar a estratégia do Eco-marketing, popularmente conhecido como Marketing Verde.

O Eco-marketing vende a imagem da empresa que tem consciência ecológica. Com isso os estabelecimentos começaram a procurar soluções para os produtos serem fabricados de forma sustentável. O Marketing Verde não tem somente a finalidade de dar uma boa imagem para a marca, mas também melhorar sua relação com o consumidor.

Claro que simplesmente apresentar um produto e dizer que ele foi produzido de maneiras que não agridem o meio ambiente não é o suficiente. O consumidor quer  ter motivos para acreditar.

Tendo em vista que essa é uma estratégia bastante adotada atualmente, um dos seus primeiros desafios é passar credibilidade e convencer o consumidor de que as ações tomadas pela marca são reais e que ela realmente se preocupa com o meio ambiente e não apenas em seu lucro.

É preciso ter uma divulgação dos processos e práticas adotadas pela empresa, e como tornaram o produto sustentável. A demonstração dessas práticas faz com que a empresa tenha interações positivas dos consumidores e é claro de investidores também.

 

A história do Marketing Verde:

 

O Marketing Ambiental surge na Europa e Estados Unidos a partir de um despertar geral de consciência ecológica da população.Esse despertar de consciência se deu pela década de 60, mas seus impactos no mercado são percebidos mais fortemente somente 30 anos depois.

A preocupação com a escassez de recursos naturais faz com que muitos consumidores passem a priorizar empresas que sejam responsáveis ambiental, social, econômica e culturalmente. Ou seja, a exigência de conscientização nesse aspecto passa a se estender não só às pessoas físicas, mas principalmente às pessoas jurídicas.

Aqui no Brasil, ele veio junto com as Multinacionais Europeias e Norte-Americanas que se instalaram no País. Campanhas de entidades colaboraram de forma decisiva para que empresas percebessem a importância de seguirem os princípios do Marketing Verde.

 Marketing Verde e seus princípios:

Para estar dentro do Marketing Ecológico, o empreendimento deve ser: Ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito.

Além disso, a empresa deve dar total atenção a algumas letrinhas.

Os 3 Rs: Reduzir, reutilizar e reciclar.

Os 4 Ss: Segurança, Sustentabilidade, Satisfação do Consumidor e Aceitação Social (Social acceptance).

Investindo neste processo, a empresa irá economizar energia e dinheiro na produção e colaborar para um meio ambiente saudável e lucrar (estamos falando de lucro de qualidade, e não somente de quantidade).

É fundamental que ele seja pautado em reais atitudes, e não somente em um “discurso verde”. Empresas que investem nesse tipo de marketing devem incorporar práticas de responsabilidade ambiental, que levem o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável em consideração. Do contrário, somente pela “demonstração”, estaríamos falando Greenwashing.

Esse, que também é conhecido como pintura ou banho verde indica a injusta apropriação de virtudes ambientalistas por parte de organizações ou pessoas, mediante o uso de técnicas de marketing e relações públicas. Onde é vendida uma imagem ambiental de forma incompleta, exagerada ou simplesmente mentirosa, com o único objetivo de vender mais à um mercado supostamente mais exigente em relação às boas práticas ambientais, o que é crime.

Como devo colocar em prática?

O primeiro passo para implantar essa estratégia é o planejamento: Decidir onde, quando e como investir, quais os resultados esperados a curto, médio e longo  prazo, além disso, é de suma importância definir quais as mudanças que serão feitas na empresa, sejam elas de estrutura, quadro de funcionários e até mesmo qualificação.

Após ter isso definido, colocar em prática, de forma correta e aguardar os melhores resultados, porém, estar preparado para os piores. Quando tudo estiver ok, aí sim divulgar as ações realizadas. Muitas vezes por si só a Imprensa já fica sabendo de estratégias de Marketing Verde inovadoras e busca divulgá-las para influenciar demais empresários, sendo assim, ser pioneiro é essencial.

Lembre-se de divulgar somente o que você realmente faz, e nunca, jamais mascarar erros ou problemas, o planejamento tanto de ações quanto de Marketing é ideal para que esses não aconteçam.

Agora que você já tem uma ideia de por onde começar o Eco-Marketing, não perca tempo! Invista em uma consultoria com equipe especializada no assunto, que irá evitar erros e garantir ótimos resultados dentro da sua estrutura de crescimento.

Que tal pensar em desenvolver seu lado AMBIENTAL? Fale com a LMCO e saiba como!

Instagram

Facebook

Site 

Blog

Twitter

Youtube

Acesse nosso Blog e ganhe uma CONSULTORIA GRATUITA clicando AQUI!

One thought on “Eco-marketing: O que é e como aplicar o Marketing verde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.